logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Brasil é importante player para garantir segurança alimentar mundial, diz ministro em exposição agropecuária em Goiás

Em agenda na capital goiana, ministro visitou a SFA-GO e o espaço Caixa Pra Elas

75ª Feira Agropecuária do Estado de Goiás. Foto: Guilherme Martimon/Mapa

 

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, ressaltou nesta quinta-feira (11) o importante papel do Brasil na garantia da segurança alimentar mundial.

“Há um apelo do mundo para que o Brasil continue produzindo grãos, carne. Fazendo com que o Brasil seja um player responsável pelo abastecimento interno e por socorrer o mundo, principalmente aqueles que vivem momento difícil de insegurança alimentar”, disse, ao visitar a 75ª Exposição Agropecuária do Estado de Goiás.

Em julho, as exportações do agronegócio brasileiro alcançaram o valor recorde de US$ 14,28 bilhões para o mês. O destaque foi o aumento do volume exportado de milho, superando mais de 2 milhões de toneladas em termos absolutos. Outros destaques foram os produtos do complexo soja (grãos, farelo e óleo) e a carne bovina e de frango.

Montes lembrou ainda que o setor não parou de produzir durante a pandemia e que tem contribuído para a recuperação econômica.

Nesta quinta-feira, o ministro reuniu-se também com os servidores da Superintendência Federal de Agricultura em Goiás (SFA-GO), em Goiânia, ao lado do superintendente José Eduardo de França.

O ministro destacou o trabalho da superintendência na defesa agropecuária, no fomento à agricultura familiar, no apoio ao cooperativismo e no escoamento da produção local. Em Goiás, a estimativa é de produção de 28,1 milhões de toneladas de grãos nesta temporada, avanço de 14,2% em comparação ao ciclo anterior. O estado deverá responder por 10,3% da produção total de grãos do país na safra 2021/2022.

Foto: Guilherme Martimon/Mapa

Foto: Guilherme Martimon/Mapa

Estiveram presentes a secretária-executiva adjunta do Mapa, Mara Papini; a chefe de gabinete, Juliana Felício; o secretário da Agricultura Familiar e Cooperativismo, Márcio Cândido; e a diretora de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa), Ana Lúcia Viana.

Caixa Pra Elas

O ministro visitou o espaço Caixa Pra Elas em duas agências do banco, localizadas em Goiânia e Aparecida de Goiânia, onde conversou com clientes e beneficiárias do Auxílio Brasil. Acompanharam a visita o vice-Presidente de Riscos da Caixa, Messias Esteves, o superintendente Regional da Caixa, Marciano de Freitas, e a assessora do Ministério da Cidadania, Lara de Araújo.

A iniciativa, lançada no último dia 9, irá oferecer atendimento dedicado ao público feminino, orientação sobre prevenção à violência, promoção de educação financeira e empreendedorismo, e serviços pensados para as mulheres.

O Auxílio Brasil passou a ser pago no valor de R$ 600. O programa teve a inclusão de mais 2,2 milhões de famílias, totalizando 20,2 milhões de famílias atendidas.

Entre os benefícios está o Auxílio Inclusão Produtividade Rural, que será pago em parcelas mensais de R$ 200 a famílias atendidas pelo Programa Auxílio Brasil que possuam em sua composição agricultores familiares.

A comprovação de enquadramento como agricultor familiar ocorrerá pela Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar. O benefício será concedido a cidadãos que vivam na zona rural em razão de extrema vulnerabilidade, sem condições financeiras de investir em pequenas produções.

Fonte: Mapa