logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Europa lança “nova estratégia de solos”

O solo abriga mais de 25% de toda a biodiversidade do planeta

A Comissão Europeia lançou uma nova Estratégia Solos da UE em 17 de novembro de 2021. A Estratégia Solos da UE para 2030 visa estabelecer uma estrutura e medidas concretas para proteger, restaurar e usar os solos de forma sustentável.

De acordo com Yutian Lu, do portal especializado AgroPages, essa estratégia também visa aumentar o carbono do solo em terras agrícolas, combater a desertificação, restaurar terras e solos degradados e garantir que, até 2050, todos os ecossistemas do solo estejam em condições saudáveis. “Saúde do solo” foi definitivamente um dos tópicos quentes entre a indústria de produtos biológicos agrícolas em 2021. As estruturas de ação legalmente estabelecidas na nova estratégia do solo têm um significado de longo alcance no setor.

O solo abriga mais de 25% de toda a biodiversidade do planeta e é a base das cadeias alimentares que nutrem a humanidade e da biodiversidade acima do solo. Espera-se que essa camada frágil alimente e filtre a água potável para consumo de uma população global de quase 10 bilhões de pessoas até 2050,

Solos saudáveis também são o maior reservatório de carbono terrestre do planeta. Esse fato, aliado à sua função esponjosa de absorver água e reduzir o risco de enchentes e secas, torna o solo um aliado indispensável para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas. Solos saudáveis são, portanto, parte integrante do clima mundial, da biodiversidade e dos objetivos econômicos de longo prazo. A comissão também avaliará medidas que possam ajudar a alcançar o objetivo de reduzir as perdas de nutrientes em pelo menos 50%, resultando na redução do uso de fertilizantes em pelo menos 20%, incluindo a opção de tornar essa meta juridicamente vinculativa.

Fonte: Agrolink