logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Famílias que cultivam uva em fazendas no interior de MT adquiriram o conhecimento da região sul do país

Nelson cultiva uva branca e rosa na propriedade dele em Sinop (MT) — Foto: Reprodução/TVCA

Nelson cultiva uva branca e rosa na propriedade dele em Sinop (MT) — Foto: Reprodução/TVCA

Duas famílias que cultivam uva em fazendas no interior de Mato Grosso trazem conhecimento da região sul do país. O aprendizado foi repassado pelos pais e pelas famílias dos produtores, que depois chegaram no estado com o intuito de expandir a produção.

O produtor de uvas Nelson Masiero possui uma propriedade em Sinop, a 503 km de Cuiabá e começou a aprender sobre o cultivo da fruta aos 8 anos de idade com o pai dele.

“Eu tinha 8 anos de idade quando comecei a ajudar meu pai. Naquela época, não era essa uva como a que já temos hoje aqui. Essa uva é bem melhor do que a de antigamente”, contou.

A colheita começou em junho deste anos e já é a segunda safra. Nelson cultiva 2.100 pés de uva, dentre a rosa e a branca, em uma área de um hectare.

A estimativa é de produzir quatro toneladas juntando todas as variedades. No ano passado foram cultivadas três toneladas.

Dos cachos pequenos, o produtor faz vinho e geléia, que são produzidos na chácara.

O aprendizado vem passando por gerações e o filho do Nelson, Marcusi Masiero, seguiu os passos do pai e ajuda no cultivo da fruta.

“Comecei a partir do momento em que eu comecei a ver o esforço dele, os resultados e a gratificação da produção. Vamos trabalhar com essa cultura e vamos passar muitos anos aqui ainda”, contou.

Já na fazenda de Adão Pich, a uva colhida é utilizada para a produção de vinho e suco — Foto: Reprodução/TVCA

Já na fazenda de Adão Pich, a uva colhida é utilizada para a produção de vinho e suco — Foto: Reprodução/TVCA

Em uma propriedade em Santa Carmem, a 493 km de Cuiabá, Adão Pich cultiva a uva há seis anos. A colheita desta safra começou entre 15 e 20 dias atrás. A fazenda possui quase mil pés.

“Isso vem de berço, a gente ajudava os pais na colheita da uva e veio essa vontade. Esse trabalho traz muita satisfação, não adianta só correr atrás de dinheiro, tem que correr atrás daquilo que a pessoa se sente feliz”, contou.

O filho de Adão, Lucas Pich, estuda agronomia para ajudar o pai na colheita. Segundo ele, o objetivo é manter e trazer qualidade de vida para a família.

“A relação com o meu pai é desde pequeno trabalhando na roça, desde os meus sete anos. Comecei ajudando com o gado e agora com a uva. Comecei a cursar agronomia para melhorar a produção. Todo mundo sempre mexeu com sítio então a responsabilidade é de manter a família na roça”, disse.

As variedades que a família produz são utilizadas para a produção de vinhos e outros produtos como o suco da fruta.