logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Inteligência artificial que conta flores ajuda a prever quantas frutas serão produzidas por uma árvore

A IA já foi testada em um pomar de pêssegos na Espanha — Foto: Bloomberg/Getty Images
A IA já foi testada em um pomar de pêssegos na Espanha — Foto: Bloomberg/Getty Images

Pesquisadores treinaram um algoritmo com inteligência artificial (IA) para prever a produção de árvores frutíferas meses antes de os frutos efetivamente nascerem. A tecnologia foi desenvolvida pelo instituto de robótica ‘National Robotarium’, do Reino Unido, em colaboração com cientistas do Chile e da Espanha.

O robô conta o número de flores da planta para fazer essa previsão, segundo o portal The Next Web, a partir de imagens tiradas por um smartphone comum.

A inteligência artificial já foi testada em um pomar de pêssegos na Espanha. A tecnologia contou e estimou o número de flores das árvores com 90% de exatidão, enquanto uma contagem manual chegaria a uma precisão de 50% a 70%.

A tecnologia contou a quantidade de flores das árvores de pêssego com 90% de exatidão — Foto: Teresa Kopec/Getty Images
A tecnologia contou a quantidade de flores das árvores de pêssego com 90% de exatidão — Foto: Teresa Kopec/Getty Images

Isso acontece porque a IA consegue analisar padrões diferenciados nas plantas e identificar flores mesmo quando elas estão parcialmente sobrepostas por outras.

Em setembro deste ano, os pesquisadores irão ver a exatidão com a qual a IA prevê a safra de pêssegos quando as frutas nascerem. Caso se mostre efetiva, a tecnologia poderá ser usada para prever o cultivo de outras frutas, como maçãs, peras e cerejas.

“Os princípios por trás dessa tecnologia podem ser aplicados a uma grande variedade de cultivos pelo mundo”, disse Fernando Auat Cheein, pesquisador do National Robotarium, no anúncio da invenção. “Os agricultores espanhóis gostaram da simplicidade e da precisão da IA contadora de flores, apontando o potencial dela para ajudá-los na gestão de suas produções”.

Aproximadamente metade de todas as frutas e vegetais cultivados para consumo humano no mundo são desperdiçados, segundo um estudo das Nações Unidas. Para os pesquisadores, a estimativa mais precisa desta IA poderia auxiliar agricultores não só a diminuir essas perdas, mas também a alocar mais efetivamente seus recursos, como água e fertilizantes.

Fonte: Época Notícias