logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Especialistas internacionais avaliam banco genético de coco da Embrapa

Saulo Coelho - Equipe em Itaporanga
Especialistas internacionais avaliam banco genético de coco da Embrapa Foto: Saulo Coelho

A Embrapa Tabuleiros Costeiros (Aracaju, SE) recebeu, de 11 a 14 de abril, a visita de uma comitiva de cinco avaliadores internacionais, membros da International Coconut Community (ICC) e da International Coconut Genetic Resources Network (Cogent), órgãos ligados ao fortalecimento da cultura e conservação do coqueiro no cenário mundial.

Os pesquisadores, naturais da Indonésia, Índia, Filipinas e Reino Unido, conheceram de perto e avaliaram as condições e características do Banco Ativo Internacional de Germoplasma do Coqueiro para a América Latina e Caribe (ICG-LAC, na sigla em inglês), mantido para conservação de recursos genéticos do coqueiro pela Embrapa Tabuleiros Costeiros, nos campos experimentais de Itaporanga d’Ajuda e Neópolis, em Sergipe.

A comitiva foi composta por Jelfina Alouw, diretora executiva da ICC, Mridula Kottekate, diretora assistente da ICC, Erlene Manohar, coordenadora da Cogent, Vincent Johnson, ex-diretor e consultor técnico da ICC, e Vittal Niral, pesquisadora do Central Plantation Crops Research Institute, da Índia.

Os visitantes tiveram reuniões de pré-avaliação na segunda (11), e de feedback e planejamento de ações na quinta (14) na sede da Unidade, em Aracaju, onde interagiram e trocaram informações com gestores e pesquisadores da equipe de coco, e conheceram fluxos de trabalhos de pesquisa e conservação, bem como a estrutura de laboratórios, que dão suporte de análise de amostras e dados para a manutenção do banco.

Na terça e quarta (12 e 13), os avaliadores visitaram, respectivamente, os campos de Itaporanga e Betume (Neópolis), acompanhados por Marcelo Fernandes, chefe de Pesquisa &  Desenvolvimento, o pesquisador Emiliano Nassau, curador do banco, e o supervisor de comunicação Saulo Coelho, onde foram recebidos e guiados pelo supervisor de campo Erivaldo Moraes e o técnico Cleverson Santos. Ainda na quarta (13), o grupo visitou o plantio comercial de coco anão verde para água de coco da empresa H. Dantas, no perímetro irigado Platô de Neópolis.

A visita de avaliação integra a agenda de esforços de cooperação internacional para conservar os recursos genéticos do coqueiro para a comunidade global. O Brasil é um dos maiores produtores de coco do planeta, e Sergipe e o Nordeste ocupam posição de destaque na produção nacional. A Embrapa Tabuleiros Costeiros detém, desde a década de 1970, o mandato nacional das pesquisas públicas com a cultura do coqueiro.

Os passos seguintes à visita serão a entrega de um relatório detalhado da avaliação e a construção conjunta de um plano de trabalho para a melhoria e avanço das ações de conservação em alinhamento com a rede internacional dos BAGs de coco.

Para Manohar, mesmo diante de um cenário global de dificuldades, agravado ainda mais por conta da pandemia, o trabalho e a superação das equipes que atuam na manutenção dos bancos de germoplasma tem sido o grande diferencial para garantir a conservação efetiva dos recursos genéticos do coqueiro.

Os planos de ação gerados a partir das visitas do grupo aos cinco bancos internacionais deve apontar caminhos para melhorias de processos na gestão dos recursos genéticos, avanços nos protocolos e políticas para aporte de fundos, intercâmbio de material genético entre os países membros com foco em programas de melhoramento genético, prevenção e controle de pragas e doenças, entre outros.

Fonte: Embrapa