logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Red Lychee: conheça a produção de lichias da Fazenda Olhos D’Água

“Tudo é movido por respeito à natureza”. A declaração é de Patrícia Nogueira, CEO da Red Lychee, a respeito da marca de lichias produzida na Fazenda Olhos D’Água, localizada no estado de Minas Gerais e que pertence à família de Nogueira desde 1955. Com mais de 400 toneladas exportadas entre 2021 e 2022, a fazenda se posiciona como uma produtora sustentável da fruta para países como Canadá e o Reino Unido, e neste ano celebra a décima safra da fruta.

Hoje, a Red Lychee – que é uma participante do Frutas do Brasil, programa de exportação da  Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas e Derivados (Abrafrutas), com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) – exporta metade de sua produção por meio da via aérea, a mais adequada para manter a fruta fresca preservada. De acordo com Patrícia, o objetivo da internacionalização da marca é levar alimentos saudáveis, de qualidade e frescos para a mesa de outras famílias. Ela também explica que os países-alvo da internacionalização da marca são o Reino Unido e o Canadá, mercado no qual a lichia é uma fruta bastante valorizada.

As lichias produzidas pela fazenda brasileira são da espécie Bengal, possuindo um calibre maior, e uma casca de coloração mais avermelhada, características que a tornam naturalmente mais doces. Hoje, os especialistas da fazenda estudam também trabalhar com a espécie chinesa B3.

Já a plantação sustentável da Olhos D’Água faz uso de energia solar, irrigação, compostagem de folhas e galhos que seriam descartados. De acordo com Patrícia, a reverência à natureza é o foco principal da Fazenda.

“Trabalhamos com um plantio mínimo, um sistema de cultivo que evita as práticas que promovem a degradação física do solo. O manejo integrado de pragas é feito com químicos e biológicos, contribuindo para o equilíbrio ecológico, que ajuda a aumentar a resistência biótica e evita o surgimento de novas pragas. Assim temos uma produção de maior qualidade com menor degradação do meio ambiente”, explica a CEO.

Ela também explica que as primeiras safras da fruta foram plantadas entre 2008 e 2010, e hoje esse é o foco da fazenda. O negócio, porém, efetivamente começou em 2013, com a primeira colheita de lichias.

A Fazenda

Além da bem-sucedida produção de lichias, na Fazenda Olhos D’Água também há a plantação de manga, abacate, banana e citrus. Todas essas frutas vão diretamente para a indústria própria, onde a família produz doces, geleias, barras de chocolates, bombons de lichia, entre outros, e os comercializa no Empório Fazenda Olhos D’Água.

E a Olhos D’Água também é um grande berço da diversidade. Com mais de 300 hectares de terra, apenas cerca de 30 são produtivos, o restante é mata preservada. Ela pertence à família de José Nogueira desde 1955, mas foi apenas em 1982 que o cultivo foi iniciado pelo filho do fazendeiro e marido de Patrícia, Cássio Nogueira, que plantou sementes e mudas encontradas mundo afora, sendo algumas presentes de povos indígenas da Amazônia durante suas viagens de pesca.

Sobre o Frutas do Brasil

A Abrafrutas (Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados), em parceria com a ApexBrasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos), desenvolve um projeto de apoio aos exportadores brasileiros na busca por ampliação dos negócios; abertura de novos mercados; reconhecimento e diferenciação das frutas brasileiras; aumento do saudável hábito de consumir frutas saborosas e com qualidade superior.

Fonte: InterTeia