logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Restrição do acesso ao Pronaf Agroindústria preocupa Ocepar

Ocepar e a OCB já iniciaram uma articulação junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar para reverter a resolução

pronaf

 

As pequenas cooperativas terão acesso restrito ao Pronaf Agroindústria na safra 2023/2024.

Resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) limitou o enquadramento à linha de crédito apenas a cooperativas que tenham mais de 75% de seus cooperados como beneficiários do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Anteriormente, para acessar o crédito rural, as organizações que comprovassem que 60% ou mais do seu quadro de associados fossem pronafianos, poderiam se beneficiar do Pronaf Agroindústria.

“Essa restrição é um dos pontos mais preocupante das resoluções do CMN”, analisa Flávio Turra, gerente de Desenvolvimento Técnico da Ocepar.

Segundo ele, a Ocepar e a Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) já iniciaram uma articulação junto ao Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar (MDA) para reverter a resolução e voltar ao modelo anterior.

A Ocepar observa ainda que falta definir a política de equalização de juros do crédito rural e o volume que será disponibilizado para a subvenção do prêmio do seguro rural.

No caso do seguro rural, a OCB e a Ocepar estão pleiteando R$ 2,5 bilhões, enquanto o governo federal sinaliza com R$ 2 bilhões.

Fonte: CANAL RURAL