logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Produção de goiaba o ano todo. ENTENDA

Sistema é similar ao de condução por espaldeira, tradicional para o cultivo das uvas

Um produtor de Jundiaí utiliza uma técnica capaz de garantir a produção de goiaba praticamente o ano todo, além de facilitar o manejo da fruta. Com o sistema de condução por espaldeira, tradicional para o cultivo das uvas, o produtor Henrique Losqui, do bairro Corrupira, mantém 3.000 pés de goiaba tailandesa.

Nesse sistema, as goiabeiras são amparadas por um arame esticado e suspenso por mourões. “Uma das vantagens é que, com a poda eficiente após a colheita, podemos ter goiaba quase que o ano inteiro. Além disso, a facilidade no manejo, porque vários processos, entre eles a pulverização, roçada e limpeza do terreno, tudo pode ser feito com máquinas. Sem contar a segurança e a facilidade na hora da colheita, já que os pés são baixos”, diz o produtor.

“Essa técnica de plantar goiaba em espaldeira, que começou e foi desenvolvida por nós aqui em Jundiaí, foi para o país inteiro”, reforça o pesquisador da fruticultura e produtor rural, Roberto Loschi.

Em Jundiaí, atualmente, 13 produtores produzem goiaba. Segundo o Levantamento Censitário das Unidades de Produção Agropecuária (Lupa), a cidade tem aproximadamente 11 hectares de produção.

Apesar da técnica em espaldeira, a produção tradicional, em pomares, é a mais desenvolvida na cidade.

“A goiaba tem se consolidado como uma opção de segunda cultura, ou seja, da diversificação para alguns agricultores. Ela é uma fruta que tem boa saída para venda direta em programas municipais como Produtor na Praça e Circuito das Frutas nos Terminais e também em atacadistas e supermercados”, afirma o engenheiro Sérgio Pompermaier, da Unidade de Agronegócio, Abastecimento e Turismo (UGAAT), da Prefeitura de Jundiaí.

As produções da fruta na cidade são acompanhadas pela UGAAT por meio de diversos programas de fomento ao agricultor. A safra principal da fruta se concentra entre o começo da primavera até o verão. Mas, com o avanço de técnicas de manejo da poda, irrigação e adubação, é possível ter colheita praticamente o ano todo, mesmo no sistema tradicional. “Uma das características do agronegócio de Jundiaí é a produção de frutas em pequenas propriedades. Por isso temos criado programas de fomento ao agronegócio e de proteção ao produtor rural, como o Cultivo Protegido e o Proaj, que ajudam o agricultor a se fixar na terra”, diz a diretora de Agronegócio, Isabel Harder.

“Com o cultivo da goiaba, Jundiaí reforça a tradição e consolidação da fruticultura. A diversificação na produção de frutas já é uma realidade no município e a goiaba tem um grande potencial de crescimento, já que sofre muito pouco com a sazonalidade”, detalha o gestor da UGAAT, Eduardo Alvarez.

Com informações da assessoria*

[glt language="English" label="English" image="yes" text="yes" image_size="24"]
[glt language="Spanish" label="Español" image="yes" text="yes" image_size="24"]