logo-abrafrutas
 - 
English
 - 
en
Portuguese
 - 
pt
Spanish
 - 
es
[gt-link lang="en" label="English" widget_look="flags_name"]
[gt-link lang="es" label="Españhol" widget_look="flags_name"]

ENTRE EM CONTATO

+55 61 4042-6250

Variações e impactos no mercado de frutas em Minas Gerais

A análise dos preços praticados na comercialização permite identificar tendências de oferta e demanda

 

Foto: Pixabay

 

A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA) de Minas Gerais, em conjunto com suas vinculadas – Emater-MG, Epamig e IMA – está realizando um acompanhamento contínuo dos preços dos principais produtos comercializados no CeasaMinas, localizado em Contagem. O objetivo dessa iniciativa é avaliar o abastecimento alimentar no estado e compreender os possíveis reflexos no mercado em decorrência das variações de preços.

A análise dos preços praticados na comercialização permite identificar tendências de oferta e demanda, fornecendo insights valiosos para entender as dinâmicas do mercado. Utilizando como referência os preços médios observados na última quinzena (de 11/03/2024 a 22/03/2024) na unidade do Ceasa-MG em Grande BH, essa avaliação será atualizada e publicada semanalmente, alinhada com as preocupações da sociedade em meio à pandemia do novo Coronavírus.

Durante o período analisado, foram examinadas as cotações de 10 das frutas mais comercializadas no CeasaMinas em termos de volume: Abacaxi, banana, coco verde, laranja, limão, maçã, mangamamão, melancia e uva.

Entre os principais destaques da análise, observamos que:

  • O preço do abacaxi pérola graúdo apresentou uma queda significativa de 12,5% no período, passando de R$ 80,00 para R$ 70,00 a dúzia.
  • A banana manteve-se estável, sendo comercializada a R$ 8,00 o quilo.
  • O coco verde teve uma queda inicial de 10%, estabilizando-se posteriormente. No entanto, a média semanal registrou um aumento de 9,4%.
  • A laranja pêra especial permaneceu com preço estável, mantendo-se em R$ 4,00 o quilo.
  • O limão thaiti registrou duas quedas significativas de 8,3% e 9,1%, com uma variação média semanal de queda de 9,1%.
  • A maçã gala teve variações ao longo do período, com altas e uma queda no final da semana.
  • O mamão formosa apresentou uma queda inicial, seguida por um aumento, com uma variação média semanal de aumento de 11,5%.
  • A manga tommy registrou uma queda de 9,2%, com uma variação média semanal de queda de 6,1%.
  • A melancia graúda teve uma queda de 6,7% e 3,6% no período, com uma variação média semanal de queda de 5,8%.
  • A uva itália apresentou uma alta de 4,5%, com uma variação média semanal de aumento de 3,0%. 

Fonte: Agrolink